Com uma produção e promoção total de 135 milhões de dólares, Shadow of the Tomb Raider tornou-se o projecto mais caro da série (nas palavras de David Anfossi - chefe do estúdio Eidos Montreal na Gamesindustry.biz), acima de qualquer outro produto, jogo ou filme relacionado com a marca Tomb Raider. Um marco que marca a boa saúde da licença e o desejo da Square Enix de apostar nas aventuras de Lara Croft por todo o planeta.

A Crystal Dynamics ouviu as opiniões dos fãs, após "Rise of the Tomb Raider" e a sua promoção, a empresa contactou os administradores do programa oficial do website da franquia para saber a sua opinião sobre o jogo e dar-nos a oportunidade de explicar onde queríamos que a sua próxima aventura tivesse lugar. Os votos obtidos nestas entrevistas indicaram uma predilecção por ambientes de selva cheios de luz e cor, foi precisamente o que nos deram no jogo seguinte.

A produção de Shadow of the Tomb Raider estava cheia de fugas desde o seu início, e a empresa não podia fazer nada para a impedir. Neste caso, aconteceu a 31 de Outubro de 2016, quando um utilizador de Reddit chamado Tripleh280 escreveu um post encabeçado por uma imagem que ele próprio tinha tirado enquanto andava no metro de Montreal. Na imagem mostrada podia-se ver um portátil com uma apresentação e o logótipo Shadow of the Tomb Raider. A notícia espalhou-se rapidamente pela rede e meios especializados, afirmando que este seria o terceiro título da nova trilogia iniciada pela Crystal Dynamics, embora nessa altura a Square Enix não confirmasse qualquer informação. Além disso, devido à localização da fuga (Montreal, Canadá), suspeitou-se que Eidos Montreal lideraria o projecto, tendo colaborado no passado com o estúdio de Redwood City, Crystal Dynamics.

Em Junho do mesmo ano, uma segunda fuga frustrou novamente os planos da Square Enix para o anúncio do jogo. Neste caso, tratava-se de uma série de artes conceptuais e logótipos do jogo, filtrados através de uma empresa dedicada à concepção de marketing de videojogos com a qual a Square Enix tinha trabalhado anteriormente. Nos esboços, Lara podia ser vista em ambientes escuros, com diferentes tipos de armas e com cenários em que elementos astecas e maias podiam ser apreciados.

Finalmente, e após uma infinidade de rumores sobre o lançamento do que seria o novo jogo de Lara Croft, 14 de Março de 2018 foi o momento em que a empresa se pronunciou sobre o desenvolvimento do título. Eles carregaram uma imagem para o site oficial no qual se podia ver um eclipse solar e uma data que marcava o dia seguinte. No dia seguinte, uma série de imagens relacionadas com o título e um trailer de 30 segundos de teaser foram lançados, onde vimos Lara a correr pela selva exuberante. 

A data da revelação do novo jogo coincidiu com o mês de lançamento do terceiro filme de Hollywood da franquia, desta vez protagonizado pela actriz vencedora do Óscar Alicia Vikander e que, tal como nos jogos, contaria a história das origens de Lara Croft. Em alguns países, o lançamento do filme foi mesmo utilizado para exibir nos cinemas, durante os trailers iniciais, o trailer teaser para Shadow of the Tomb Raider. Março de 2018 foi sem dúvida um mês cheio de notícias sobre a franquia onde não deixamos de ver informações de ambos os projectos a fazer o hype estratosférico.

Com Eidos Montreal ao leme do desenvolvimento do jogo e assistido por Crystal Dynamics, Shadow of the Tomb Raider teve o director criativo Ian Milham, conhecido pelo seu papel como director artístico na série Dead Space e por ser o director criativo do Battlefield: Hardline, embora em Setembro de 2017 o director tivesse de deixar a empresa depois de trabalhar no jogo, para se juntar à Outpost Games, descrevendo a experiência com o estúdio Crystal Dynamics como "impressionante". Outro rosto importante também saiu do estúdio, foi Rhianna Pratchett. A sua partida foi oficialmente anunciada em Janeiro de 2017, através de uma declaração no Tomb Raider Twitter oficial, na qual o estúdio agradeceu à argumentista pelo seu papel fundamental em ajudá-los a encontrar a voz de Lara na sua história de origem (2013) e ajudá-la a crescer em Rise (2015). O seu lugar como argumentista foi ocupado por Jill Murray, argumentista de Assassin's Creed III: Liberation and Assassin's Creed IV: Black Flag. Jason Dozois permaneceu como director narrativo e com o trabalho de ambas as Lara viajou em busca de aventura através de territórios do México, da Amazónia e do Peru, tendo as culturas Inca e Maia como foco principal de Shadow.

Finalmente a 12 de Setembro de 2018 Shadow of the Tomb Raider foi posto à venda para PS4, PC e Xbox One competindo no lançamento nesse mesmo mês com Spider-man (Setembro de 2018) obtendo um total de 8,9 milhões de unidades vendidas até à data e atingindo pontuações diversas por profissionais e jogadores entre 76, 77 e 83 (para PS4, PC e Xbox One respectivamente) em Metacritic o que levou a ser nomeado para o melhor jogo de acção nos prémios de referência do sector, The Game Awards embora tenha sido finalmente ganho por God of War (2018).

Fonte: Square-Enix

O mundo da Xbox

empty alt

Comprar a Xbox One X ainda se justifica?

empty alt

Análise: Lego Star Wars - The Skywalker Saga

empty alt

Análise: Assassins Creed Origins (Series S|X)

empty alt

Guia: A melhores baterias para o teu comando Xbox

empty alt

Análise: Guardians of the Galaxy

empty alt

Persona 5 na Xbox terá 40 DLC's incluídos

empty alt

Conta Xbox roubada? 5 dicas para manter a tua conta segura

empty alt

5 jogos single player para jogares este Fim de Semana

empty alt

Análise: Kao The Kangaroo

empty alt

Persona 3, 4 e 5 chegam à Xbox Game Pass

Back To Top