Todos nós sabemos que a Microsoft está acostumada a gastar dinheiro. De aquisições de estúdios colossais a trazer jogos de qualidade para o Xbox Game Pass no primeiro dia, é claro que eles têm muito no banco. Portanto, não é totalmente chocante que a exclusividade temporária de Rise of the Tomb Raider tenha sido supostamente no valor de $100 milhões quando foi lançado na Xbox One em 2015.

Conforme descoberto pela VGC, um perfil do LinkedIn do ex-diretor de desenvolvimento corporativo da Square Enix, Fabien Rossini, afirma que eles conseguiram o acordo de exclusividade cronometrado para Rise of the Tomb Raider enquanto trabalhavam na empresa. Ele foi rapidamente removido do perfil de Rossini após a descoberta, mas foi capturado por um usuário do Twitter:

 

Embora possa parecer uma grande soma, não está realmente fora do reino das possibilidades. Em primeiro lugar, não está claro se essa foi a soma real gasta no título ou se foi apenas o chamado "valor" dele. Algumas pessoas foram rápidas em mencionar que é relativamente próximo do orçamento do jogo, mas como mencionado pelo VGC, é um acordo semelhante ao que a Epic Games fez com a Gearbox para exclusividade temporária de Borderlands 3 no PC. Também não nos podemos esquecer que Rise of Tomb Raider teve uma versão bastante boa na Xbox 360 - versão esta que ainda permanece exclusiva, nunca indo para a Playstation 3 por exemplo. Esta produção também poderá estar incluído neste valor. Também temos outras variantes como marketing.

Durante o teste Apple vs Epic no início deste ano, descobriu-se que Borderlands 3 foi adquirido por seis meses por $115 milhões, colocando-o acima de Rise of the Tomb Raider, que em comparação foi garantido pelo Xbox por um ano inteiro.

Embora não tenhamos certeza de quão bem a versão do Xbox foi, diz-se que ele vendeu um milhão de unidades nos primeiros dois meses, de acordo com o executivo do Xbox Aaron Greenberg.
Surpreendido com o suposto valor da exclusividade cronometrada de Rise of the Tomb Raider?

Back To Top